Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

Ao escolher uma profissão para seguir, normalmente a gente pensa no salário, mas esquecemos que existem etapas até atingir uma remuneração dos sonhos.

Por isso, vamos falar sobre como fazer um plano de carreira que vai te ajudar a chegar no seu objetivo, seja financeiro ou profissional.

Seguindo um passo a passo detalhando, você vai entender como iniciar o planejamento de carreira que mais se encaixa na sua personalidade.

Boa leitura.

O que é um plano de carreira?

, Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

Dentro de uma empresa, o plano de carreira é a estrutura que vai definir o caminho que cada funcionário poderá percorrer para avançar nos cargos.

Estipula quais as competências cada função precisa, e define os requisitos para que um colaborador possa ascender na profissão, saindo por exemplo de vendedor para gerente de vendas.

Contudo, é possível ter um plano de carreira para você atingir seus objetivos profissionais, seja ele qual for.

, Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

A importância do plano de carreira de um profissional

Se você sabe onde quer chegar, o plano de carreira vai ser fundamental para estabelecer quais as etapas você vai passar e até quais qualificações serão necessárias para atingi-las.

Por exemplo, se você quer ser gerente de uma grande empresa, a porta de entrada talvez seja auxiliar administrativo, e depois seguir em busca de uma vaga de supervisor, e, após um curso focado em gestão, você pode pleitear o cargo de gerente.

Essa é uma explicação grosseira, mas serve para ilustrar como funciona na prática.

, Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

Quais são os tipos de plano de carreira?

Existem alguns tipos de planos de carreira, e você pode escolher a estrutura que mais se encaixa com a sua personalidade e seus objetivos.

Conheça alguns:

Plano de carreira horizontal:

Este tipo não envolve ascensão hierárquica, mas sim um reconhecimento financeiro atrelado ao aumento de performance. 

Um bom exemplo disso são as divisões Júnior, Pleno e Sênior dos cargos, que apesar de estarem na mesma posição de hierarquia, há uma remuneração diferente em cada nível.

Carreira em linha:

É a ascensão na carreira predeterminada por tempo de serviço, sem muita mudança na área de foco.

Este tipo de plano de carreira acontece no serviço militar.

Carreira Paralela:

Semelhante a carreira em linha, esse tipo de plano é mais abrangente, e funciona a parte nas empresas.

O melhor exemplo desse plano de carreira é o cargo de trainee.

Carreira em Y:

A mudança natural é que um funcionário que se destaca, assume um cargo de liderança, porém quando o mesmo não tem perfil de líder, pode optar por se tornar um especialista.

Isso permite o avanço, sem obrigatoriamente ter que exercer liderança.

Carreira em rede:

Muito parecida com o plano em Y, porém com mais possibilidades de escolha.

Geralmente é atrelado ao cumprimento de metas, que vão permitir que o funcionário avance para um cargo mais satisfatório.

Carreira em W:

É um plano que oferece uma opção a mais que Y, permitindo que o colaborador escolha o cargo de liderança, especialista ou opte por uma função temporária de desenvolvimento pessoal.

Gerir um projeto temporário, por exemplo, pode ser uma forma desse profissional experimentar o cargo de líder antes de decidir qual rumo seguir na carreira.

, Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

Por que montar um plano de carreira?

Os dois pontos principais de um plano de carreira são: motivar os funcionários e estabelecer um organograma eficiente para empresa.

O primeiro ponto é o principal, pois quanto mais motivados, melhor será o desempenho dos colaboradores, visto que a possibilidade de ascensão é um atrativo interessante.

Por isso, é importante que a empresa ofereça um plano de carreira viável, como uma escada, com degraus acessíveis.

Ou seja, se o plano de carreira vai só de vendedor para gerente, e há apenas uma pessoa no cargo, isso mostra pro funcionário que é impossível ascender na carreira.

Estabeleça algumas metas como tempo de casa e desempenho, e mescle os tipos de planos de carreira para entender o que melhor vai funcionar na sua estrutura.

, Como fazer um Plano de Carreira: Veja 8 dicas de como elaborar

Como montar um plano de carreira?

Os mesmos métodos utilizados pelas empresas, podem ser aplicados ao funcionário para montar seu próprio plano de carreira.

Seja paralelo, em rede, em Y ou qualquer outro tipo, é importante seguir uma estrutura realista para que você possa buscar as metas que vão de levar ao cargo sonhado.

A seguir algumas dicas para montar seu plano de carreira:

1 – Conheça mais sobre você 

O autoconhecimento é fundamental para elaborar um plano de carreira bem sucedido. Isso porque não é recomendado que você saia desta etapa sem se conhecer direito e corra o risco de, quando chegar lá na frente, descobrir que não era essa a carreira que queria.

Ao se conhecer você aprende um pouco mais sobre os seus gostos, habilidades, fraquezas e todos os detalhes necessários para definir o seu objetivo profissional. Portanto, sair em busca do autoconhecimento é absolutamente necessário para começar a elaborar um plano de carreira. 

Veja algumas formas de buscar autoconhecimento

  • Faça terapia
  • Fale com um consultor de carreiras
  • Faça intercâmbio
  • Viva experiências: viagens, trabalho voluntário, hobbies, trabalhos freelancer, relacionamentos.

Ao elaborar um plano de carreira, você precisa saber alguns detalhes sobre você, como por exemplo, se prefere trabalhar de casa ou alocado, se precisa de rotina rígida ou liberdade de horário, quais são as suas habilidades e competências mais relevantes, entre outros detalhes.

O autoconhecimento é o caminho para você descobrir o que gosta e o que não gosta, o que sabe fazer bem, os que precisa melhorar e o que definitivamente deixar de lado.

Outro ponto importante a ser analisado é a questão dos seus valores e princípios. Muitas pessoas mudam de carreira ou de empresa por conta dessa questão. Conviver com o peso de não viver dentro dos seus princípios e valores não vale a pena, por isso, procure saber quais são eles.

2 – Descubra o que você quer fazer na sua carreira

Depois de se conhecer melhor, você já tem alguma ideia de quais são os possíveis caminhos para se traçar um plano de carreira. Comece listando aquilo que mais te interessa para saber quais são suas opções de caminho disponíveis e se é possível criar um caminho novo que você mais se identifique.

Pesquise, converse com pessoas e saiba mais sobre o mercado naquilo que mais te interessa para descobrir se realmente é isso que você quer. Quanto mais certeza você tiver, maiores serão as chances de você acertar o seu plano.

3 – Converse com profissionais que você admira

Escute a voz da experiência de quem já passou por tudo que você vai precisar passar para chegar lá. Encontre profissionais no seu ramo de interesse para conhecer mais quais foram seus desafios, arrependimentos, suas surpresas e qual a visão que eles têm do mercado para o futuro.

É importante aprender com quem já percorreu todo o caminho, pois são estes profissionais que vão te ajudar a trilhar e te mostrar o que deve ou não ser feito para ter uma carreira de sucesso no ramo que você escolheu.

4 – Faça networking 

Para se inserir no mercado de trabalho e conhecer mais sobre os desafios de cada profissional é preciso estar bem relacionado. O networking é a melhor maneira de conhecer profissionais, trocar experiências e fazer contatos que podem ser relevantes para a sua carreira.

Veja algumas maneiras de fazer networking:

  • Participe de eventos profissionais
  • Crie uma conta no LinkedIn
  • Aborde profissionais nos grupos de Whatsapp, LinkedIn, Facebook e outros
  • Seja apresentado por meio de amigos em comum

Fazer networking te ajuda, além de conhecer o mercado, a estar por dentro das oportunidades antes que outros profissionais e alguns outros benefícios.

5 – Desenvolva habilidades e competências

Para ter um bom currículo você vai precisar, além de experiência, algumas boas habilidades e competências para se tornar um profissional de valor, seja em qual área escolher seguir o seu caminho profissional.

Algumas das habilidades que você pode adquirir são:

Com estas habilidades você tem muito mais chances de conseguir o seu primeiro emprego e adquirir experiência para ir subindo na sua carreira escolhida.

6 – Trabalhe como freelancer ou estagiário

Se você ainda não conhece o bastante para elaborar um plano de carreira, aproveite este tempo para adquirir experiência em trabalhos freelancer ou como estagiário. 

Essa é uma maneira de provar ao mercado que você tem valor, ganhar experiência, conhecer seus gostos profissionais e ainda ganhar algum dinheiro.

É certo de que estes devem ser empregos temporários, unicamente para os objetivos descritos acima, mas estes são trabalhos de muito valor para você e seu currículo.

7 – Pesquise sobre sua área de interesse

Se você já se interessa por algo, faça a sua tarefa de casa e aprenda tudo que precisa sobre este ramo para te ajudar na elaboração do seu plano de carreira.

Pesquise nos sites das empresas, no Google, converse com profissionais e tenha todas as informações que precisa para elaborar o seu plano. 

Quanto mais você souber sobre o seu mercado de atuação, melhores são as suas chances de ter um plano de carreira mais objetivo e certeiro.

8 – Conheça o método KFC

No livro “Como convencer alguém em 90 segundos, de Nicholas  Boothman” o autor descreve sobre um método muito interessante chamado de KFC.

O método consiste em três etapas principais:

Know what you want (Descubra o que você quer)

Find what you getting (Observe o resultado obtido)

Change what you do until you get what you want (faça mudanças até conseguir o que deseja).

Basicamente você vai precisar saber o que você quer para a sua carreira e trabalhar para conseguir aquilo que deseja. 

Depois disso, você precisará analisar os resultados que está tendo e ver se eles estão de acordo com o que você espera para chegar no objetivo desejado.

Por último, você deve organizar estes feedbacks e fazer mudanças nas suas ações para se adequar ao caminho certo e conseguir os seus resultados ainda mais rápido.

Este método é uma espécie de tentativa e erro. O autor sugere que é ineficiente você fazer sempre as mesmas coisas e esperar resultados diferentes, então é preciso estar em constante atualização do seu plano para obter resultados melhores.

Conclusão

Depois de passar por todos estes passos, você está pronto para ter um plano de carreira bem estruturado. Lembre-se de deixá-lo em constante atualização, pois o mercado muda, as pessoas mudam e você não pode esperar que conseguirá bons resultados com a mesmice.

Quando tiver o plano bem estruturado, é hora de partir para a ação, colocar a mão na massa e fazer acontecer. A prática é a melhor forma de descobrir se o seu plano de carreira funciona e em que parte precisará de ajustes.

Gostou dos passos para criar o seu plano de carreira? Deixe o seu comentário ou dúvida logo abaixo e compartilhe este conteúdo com outros amigos que podem ser ajudados com essas informações.

Sobre o Autor

Fernando Vale
Fernando Vale

Fernando Vale é um administrador formado e com MBA em Logística Empresarial. Hoje, ele é sócio e diretor da Unova Cursos, uma empresa especializada na área de Educação à Distância (EAD) e Cursos Online. Com mais de 10 anos de experiência no mercado educacional, Fernando tem se dedicado a levar conhecimento de qualidade para milhares de pessoas em todo o Brasil.

6 Comentários


  1. […] Por isso, cada vez mais o mercado tem buscado profissionais capacitados para atuar, então, fazer um curso para virar  gestor de compras, poderá abrir muitas portas de emprego para você.Aproveite o curso gratuito da Unova, e adquira esse novo conhecimento para sua carreira. […]