Qual carreira seguir: dicas valiosas para uma escolha segura!

Quando jovens, é normal que tenhamos muitas dúvidas sobre qual carreira seguir. Afinal, ao longo de nossa vida conhecemos muitas possibilidades de profissões e sempre nos parece que qualquer caminho escolhido tem que ser definitivo e não está aberto para uma mudança futura.

O medo de fazer uma escolha errada e se arrepender depois pode se tornar um peso na vida de muitas pessoas. E aí já viu, né? Em vez de serem guiadas por fatores mais precisos e alinhados com a sua realidade de vida, acabam se deixando guiar pelo receio de errar, o que faz com que escolham a sua carreira de forma equivocada.

Mas atire a primeira pedra quem nunca foi pego pelo medo de passar o resto da sua vida fazendo algo que não gosta ou seguir uma carreira totalmente desalinhada com os seus propósitos de vida. Talvez você esteja passando exatamente por isso agora. Considerando que a escolha da profissão é um passo muito importante em nossa existência – afinal, passamos 1/3 de nossas vidas trabalhando – hoje a nossa equipe trouxe 4 dicas valiosas para te guiar em uma escolha mais precisa de sua carreira. Vamos lá?!

, Qual carreira seguir: dicas valiosas para uma escolha segura!

Carreira profissional: tipos e características

Antes de passarmos para as dicas práticas para escolher a carreira ideal, nada melhor do que te manter inteirado sobre as carreiras profissionais que existem e como elas são caracterizadas, assim fica mais fácil vislumbrar o que te espera no mercado de trabalho, não acha?

1. Carreira tradicional ou burocrática

Como o próprio nome sugere, a carreira tradicional é aquela que já estamos acostumados a encontrar nos principais ambientes privados, considerando que está embasada em hierarquias muito bem consolidadas, nas quais o desenvolvimento profissional dos colaboradores é ditado pelo destaque em suas respectivas funções.

Nesta categoria, estamos acostumados a encontrar planos de carreira e promoções realizadas por meio de medidas meritocráticas. Aliás, é uma especificidade de carreira muito almejada devido à estabilidade financeira que fornece ao colaborador.

Aqui não há exatamente uma área específica de atuação, considerando que é uma carreira muito ampla e que comporta diversas especificidades de formação, de humanidades a tecnológicas.

2. Carreira empreendedora

A carreira empreendedora é ótima para aqueles que buscam as suas próprias oportunidades de crescimento profissional, trabalhando para si mesmos. Assim, compete uma análise de mercado alinhada ao seu nicho de trabalho, que se adequa as suas habilidades e aptidões.

Como é uma carreira muito complexa e que exige múltiplas análises de concorrência, acaba demandando muito estudo e aperfeiçoamento profissional constante sobre o mundo do empreendedorismo, tanto para a construção de estratégias que possam levar a resultados expressivos, quanto para o auxílio das atividades dos colaboradores.

A carreira em questão nem sempre requer um diploma acadêmico, mas com certeza requer aperfeiçoamento e desenvolvimento profissional constante. Aliás, um bom curso de empreendedorismo é essencial. Por fim, tenha em mente que gostar de lidar com pessoas é essencial na carreira empreendedora, visto que você terá que se relacionar constantemente com seus colaboradores e com seus cliente, logo, a comunicação tem que ser seu ponto forte.

3. Carreira acadêmica

Voltada para o ambiente de estudos, a carreira acadêmica gira em torno dos centros universitários, considerando que os mesmos são capazes de entregar as condições e recursos de produção aos pesquisadores e professores. Em tese, os indivíduos que seguem esse tipo de carreira investem o seu tempo em trabalhos científicos que visam facilitar diversas áreas de atuação, como tecnológicas, linguísticas e biológicas.

Aliás, é muito comum que áreas da biologia e da tecnologia requeiram grandes pesquisadores responsáveis por criar possibilidades de avanço e desenvolvimento das respectivas áreas. Tão certo que descobertas de vacinas, fármacos e inteligência artificial são constantemente realizadas dentro de pólos acadêmicos.

Aqui ainda é possível seguir a carreira de professor universitário, uma profissão extremamente importante para a formação de todos os demais profissionais, independentemente da área de atuação. Caso escolha seguir a carreira acadêmica, além da graduação, é preciso ainda focar esforços e tempo de estudo em um mestrado e doutorado e, claro, gostar de ambientes fechados como laboratórios e salas de aula.

4. Carreira multidirecional

Outra espécie de carreira possível é a carreira multidirecional. Diferente da carreira tradicional, focada em uma área específica, a multidirecional possibilita o manejo de diversas habilidades encontradas em um mesmo indivíduo, o que pode ser fascinante por aqueles que querem entrar no mercado de trabalho, mas sem se limitar a apenas uma função.

As startups, por exemplo, são grandes exemplos de segmentos em que a carreira multidirecional se apresenta. Até porque um mesmo colaborador pode fluir em diversas áreas como customer success e gestão de vendas. Dada essa flexibilidade, a carreira é perfeita para quem não gosta de rotina e prefere lidar com profissões mais dinâmicas.

, Qual carreira seguir: dicas valiosas para uma escolha segura!

O que considerar na hora de escolher a profissão ideal?

Agora que você já tem em mente as principais carreiras que existem, é essencial que entenda quais fatores considerar na hora de escolher a sua profissão, e a melhor forma de entender esses fatores é se perguntando:

1. O que você gosta de estudar?

Bem, para responder a essa questão, é preciso que você seja bem sincero consigo mesmo. Então, considere aquilo que você tem aptidão para estudar e que te traz certo prazer. Há algo em sua vida que você gosta tanto de estudar que não se importaria de experienciar por um longo período de tempo?

Quando você analisa as áreas da sua vida, percebe que tem mais gosto por aprender linguagens, humanidades, artes, biológicas ou exatas? Classificar o seu gosto pelo conhecimento por suas respectivas áreas já é um caminho concreto para nortear a sua decisão profissional.

2. Com o que você se sente confortável lidando?

Para guiar um pouco mais a sua escolha de carreira, você pode pensar naquilo que te traz certo conforto quando você está em uma relação direta ou indireta. Por exemplo, você se sente confortável lidando com pessoas? Animais? Tecnologia? Plantações? Ou é chegado a coisas mais abstratas, como propósitos e ideais?

Perceba que esta questão não possui um caráter tão eliminatório como a primeira, considerando que o fato de você gostar de lidar com pessoas pode te levar a diferentes profissões em que as relações interpessoais são bastante requisitadas, como: medicina, enfermagem, secretariado, pedagogia etc.

3. Em que ambiente você se sente confortável ao estar?

Considerando que muitas profissões exigem que você passe grande parte de seu dia em um ambiente de trabalho, a questão que fica é: onde você gostaria de passar o seu tempo de vida? Perceba o quanto isso é sutil. Em primeira instância pode parecer apenas a escolha de uma carreira, mas é bem mais que isso, é a escolha de onde e como você estará empregando algo muito valioso e irrecuperável: o seu tempo de vida.

Logo, não adianta nada escolher algo rentável em termos econômicos, mas que não te deixará feliz. Afinal, o dinheiro não é capaz de pagar a sua infelicidade profissional. Então, em que ambiente você se sente confortável de estar? Ao ar livre? Em um escritório? Que tal uma sala de aula? Um ateliê? Ou um laboratório? 

4. O que você faz bem?

Talvez isso soe um tanto quanto filosófico, mas quais coisas você percebe que possui habilidades para atuar e o que te traz alegria e propósito de viver ao realizar? Pode ser que você não tenha propensão alguma para atuar na área da saúde, por exemplo, e o que de fato te deixa muito feliz é construir coisas, aconselhar pessoas, ler histórias para crianças, ensinar matemática, fazer cerâmica ou esculturas.

Talvez o que você faz muito bem e se sente feliz quando o faz é escrever um poema, cozinhar algo que faz com que os outros se sintam satisfeitos ao comer. É se comunicar em público, cuidar das pessoas, dar suporte emocional ou ser útil, consertando as coisas que se quebram no dia a dia. 

Obviamente, saber o que você faz bem requer que olhe para dentro de si mesmo e se conheça minimamente. Mas te garantimos que, quando descobrir, terá grandes chances de escolher algo que te propulsiona a ser o melhor de si mesmo todos os dias e pelo qual você estará disposto a entregar o seu precioso tempo de vida.

Do contrário, aquilo ao qual você parece inapto e que te traz mais frustração do que paixão não merece o seu tempo, a sua presença, o seu esforço e sua atenção.

Retorno financeiro e o mercado de trabalho realmente importam?

Bem, seríamos hipócritas se disséssemos que o retorno financeiro e o mercado de trabalho não devem ter peso algum em sua decisão. Mas é muito importante que ambos os fatores sejam analisados em concordância com as suas habilidades e competências, bem como com aquilo que te traz prazer em realizar.

Isso porque, quando se escolhe uma profissão somente pela estabilidade econômica que você terá, há nesta escolha grandes chances de frustração futura, considerando que uma carreira que paga bem não é necessariamente aquela que você possui paixão por atuar. Logo, é essencial que estabilidade econômica esteja fortemente aliada a sua satisfação pessoal.

A pesquisa de mercado de trabalho também acaba sendo muito importante, porque você estará tendo apenas o contato com as possíveis áreas de atuação, mas também terá maior clareza se alguma delas tem afinidade com as suas competências. O que pode ser um ponto chave a uma escolha mais precisa.

, Qual carreira seguir: dicas valiosas para uma escolha segura!

E se não durar?

Seja cauteloso na hora de escolher a carreira que quer seguir, mas não deixe se limitar pela sua escolha. Uma carreira não é sinônimo de perenidade, ou seja, a sua escolha de hoje não precisa necessariamente perdurar pelo resto da sua vida como uma obrigação.

Em outras palavras, está tudo bem escolher uma carreira e perceber futuramente que você será tão mais feliz em outra profissão. Estamos em constante mudança e aprendizado, de modo que as nossas preferências e habilidades podem vir a mudar com o decorrer do tempo, portanto, não tenha medo de mudar de opinião e, sobretudo, mudar de carreira quando não se sentir mais satisfeito e feliz. 

O importante ao escolher a carreira dos seus sonhos é entender que nada é imutável, pelo contrário, tudo é passível de possibilidades e novas escolhas. E, assim, esperamos que essas dicas tenham sido úteis para te guiar nessa nova empreitada em busca da carreira ideal (ao menos, para esse seu presente momento de vida).

Se gostou das sugestões, não deixe de conferir as demais postagens de nosso blog, aqui você encontra conteúdos responsivos e informativos que podem te ajudar em sua jornada profissional. Até mais!

, Qual carreira seguir: dicas valiosas para uma escolha segura!

Formado em Administração, MBA em Logística Empresarial.  Sócio e Diretor da Unova Cursos, empresa especializada em Educação à Distância, Cursos Online. Com sede em Goiânia, fundada em 2010.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *