Dicas para ter um bom desenvolvimento profissional!

Desenvolver-se profissionalmente não depende apenas de dedicar-se à sua rotina de trabalho; é necessário seguir um Plano para Desenvolvimento de Carreira, que diz respeito a um conjunto de ações, metas e comportamentos para colocar em prática a fim de alcançar seus objetivos profissionais em um determinado prazo. 

Se você busca por crescimento profissional e, consequentemente, estabilidade, precisa definir um planejamento para direcionar sua trajetória até o seu objetivo – o que chamamos de Plano de Desenvolvimento Profissional. 

Com ele, é possível compreender quais etapas devem ser seguidas para alcançar o cargo almejado, antecipando obstáculos e possíveis dificuldades e garantindo um progresso gradativo. Por isso, nós, da Unova, trouxemos um post completo para você sobre o assunto, como uma oportunidade de te ajudar a transformar sua profissão em emprego dos sonhos. 

Acompanhe a leitura e veja dicas de como colocar tudo em prática! 

5 dicas para desenvolver a carreira profissional

Quem tem experiência no mercado de trabalho sabe que ascender a um cargo não é um processo tão simples. Pelo contrário: é um progresso lento e gradual que depende não 

somente de nosso desempenho, mas de inúmeros fatores dentro da corporação.

Desse modo, o primeiro passo para se desenvolver é entender que nada muda da noite para o dia. Crescer no trabalho depende de muita disciplina e paciência, e envolve a habilidade de resolver dificuldades ao longo da jornada. Pensando nisso, separamos 5 dicas para te ajudar no seu percurso, afinal, queremos te ver crescendo! 

Lápis e papel na mão? Então prepare-se para anotar o passo a passo para evoluir e ter mais êxito na sua carreira profissional! 

1. Trace um Plano de Desenvolvimento de Carreira 

Toda ação a longo prazo exige um planejamento estratégico, que funciona como um plano de ações para tomar as decisões mais assertivas e minimizar possíveis erros que possam sabotar sua ascensão. 

Trata-se de um guia para ser seguido, um direcionamento, por isso no momento de elaborar, considere os seguintes critérios: 

  • Quais são seus objetivos? Você aspira por um cargo ou papel dentro do seu setor? Coloque como objetivo e faça com que se torne uma meta. 
  • Em quanto tempo pretende alcançar?  Todo objetivo deve ser bem estruturado para ser alcançado. Coloque um prazo máximo para alcançá-lo e entenda como um desafio a ser cumprido. Estipular prazos reais para seus objetivos faz com que as suas metas sejam factíveis, executáveis, evitando frustrações e desistências.  Caso você perceba, no meio do caminho, que seu objetivo ainda está muito distante do que havia planejado, não hesite em repensar se suas metas são reais e, se necessário, estipule novas datas ou modifique suas tarefas.
  • Quais os possíveis obstáculos que terá de enfrentar?  Antecipar dificuldades é uma das maiores vantagens de criar o plano em questão. É uma excelente oportunidade de antever suas ações e se preparar para lidar com tudo da melhor forma. 
  • Quais habilidades e competências precisa desenvolver? Esse é um ponto de destaque do seu plano. Faça uma análise de quais competências a posição que pretende alcançar exige e o quão distante seu conhecimento atual se encontra.  Tenha a visão mais crítica e objetiva possível no momento de elaborar seu plano e trace indicadores para observar seu avanço. 

2. Aprimore suas habilidades

Após entender quais são as habilidades que precisa desenvolver, é momento de ir atrás do aperfeiçoamento. Prepare uma lista de cursos que pretende fazer e, novamente, estipule prazos para cada tema. 

Existem alguns cursos que são valiosos para diferentes profissões. Se o seu objetivo for aprimorar sua habilidade de gerenciar projetos, procure por cursos como: 

Se seu objetivo for liderar uma equipe, procure se aprofundar em assuntos como: 

Para nossa sorte, há uma imensa gama de cursos online, que são ótimas oportunidades para crescer e se aprofundar sem precisar sair de casa e alterar toda a rotina. 

Estipulado o checklist, crie um cronograma de estudos. Em quanto tempo pretende finalizar cada matéria? Qual o início exato de cada módulo? E a conclusão? Tenha tudo planejado e faça!

3. Desenvolva sua autoconfiança 

Ao lapidar suas competências, você se sentirá muito mais confiante e focado. Afinal, você verá que é um especialista no que faz e que sua atuação tem um grande valor.

Isso terá um impacto na sua postura, no modo de se vestir e, claro, na autoestima! Avalie suas atribuições e avalie o que pode estar acima da concorrência.

4. Seja proativo e tenha autonomia 

A proatividade é uma característica apreciada por todos os gestores. Ela fica bem no centro da linha entre a conformidade e o antiprofissionalismo – dois pólos extremos. Ou seja, é a dose ideal de autonomia e profissionalismo que os gestores buscam de seus colaboradores.

Isso significa que você também precisa ter autonomia para tomar algumas decisões e gerenciar suas próprias tarefas do dia. Afinal, antes de gerenciar um setor, é necessário saber gerenciar suas próprias demandas. 

5. Trabalhe suas soft skills

Para se tornar um profissional completo, precisa ir além de desenvolver seu conhecimento técnico: é imprescindível trabalhar seu comportamento. 

As soft skills são as competências que fazem você se destacar em relação aos seus concorrentes. São habilidades como empatia, comunicação, flexibilidade, enfim, capacidades relacionadas à inteligência emocional que diferenciam os profissionais mais eficazes no mercado. 

A boa notícia é que todos os pontos mencionados, até mesmo as soft skills, podem ser desenvolvidas – claro que com uma boa dose de determinação e planejamento. 

Siga nossas dicas à risca e prepare-se para crescer pessoal e profissionalmente! 

Mas e aí, gostou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários – esperamos ter contribuído! E se você quer receber mais dicas para sua carreira profissional, assine nossa newsletter e desfrute de nossos materiais exclusivos.

Até a próxima!