Como fazer um bom perfil no Linkedin: Veja 8 dicas para se destacar

A maior rede social corporativa do mundo, sem sombra de dúvidas é o Linkedin e todo dia milhares, quiçá milhões de pessoas conseguem um novo emprego utilizando a plataforma.

Para você fazer o mesmo, o primeiro passo é saber como fazer um bom perfil no Linkedin, aquele que quando um recrutador bater o olho, ser impactado pelos atributos certos que vão te deixar mais próximo de conseguir o emprego desejado.

Então, para ajudar você a criar um perfil interessante e atrativo no Linkedin, separamos 8 dicas bem práticas e diretas para alcançar o emprego dos sonhos utilizando essa rede social repleta de oportunidades.

Boa leitura.

O que é o LinkedIn?

Com uma história que se assemelha bastante a outras redes sociais, o Linkedin surgiu na sala de estar com cinco amigos no ano de 2002.

Reid Hoffman, Allen Blue, Jean-Luc Vaillant, Eric Ly e Konstantin Guericke se juntaram já com a ideia de criar uma solução de rede social para o mundo corporativo, conectando empresas a possíveis funcionários e vice e versa.

Assim, em 2003 eles lançaram o LinkedIn no dia 5 de maio de 2003 e convidaram 350 contatos para dar corpo a rede social.

O sucesso foi muito rápido, para se ter uma ideia, em um mês já tinham mais de 4500 usuários ativos.

Em 2016 foram adquiridos pela gigante Microsoft, e assim o Linkedin se consolidou como a maior e mais eficiente rede social corporativa do mundo.

, Como fazer um bom perfil no Linkedin: Veja 8 dicas para se destacar

Qual é a importância de ter um bom perfil no LinkedIn?

A dinâmica do Linkedin consiste nos perfis de empresas e nos usuários em busca de emprego, e em ambos os casos, todos podem compartilhar vários tipos de conteúdo na rede social, idealmente é melhor que sejam relacionados ao mercado de trabalho (e aqui tem uma dica implícita já).

Por ser a maior rede social corporativa na atualidade, existem muitos perfis lá em busca de emprego, então a concorrência é alta, por isso, um bom perfil é uma forma de sair na frente nesta competição acirrada.

O ideal é ser profissional e publicar conteúdos e notícias que tenham a ver com a sua área de atuação ou de desejo.

Como fazer um bom perfil no Linkedin

O básico bem feito sempre funciona, então tenha isso em mente na hora de pensar como fazer um bom perfil no Linkedin, e pense nele como uma versão virtual, dinâmica e ativa do seu currículo.

Isso porque, o Linkedin é como qualquer outra rede social, então não basta criar e achar que vai chover oportunidade de emprego, é importante estar ativo por lá para se mostrar disponível e atualizado.

Falaremos melhor disso nas demais dicas, por ora, pense que suas habilidades e seus conhecimentos devem falar mais alto que qualquer tipo de opinião.

Sem mais delongas, vamos às dicas práticas:

– 1. Preencha todos os seus dados

Pode parecer até bem óbvio, mas saiba que tem muitos perfis ativos no Linkedin incompletos, outros até com pouquíssimas informações, e isso é péssimo para a sua reputação.

E quando falamos sobre deixar o perfil completo, é colocar todos os dados possíveis ali, pois isso mostra que se trata de um usuário genuíno.

No campo das experiências profissionais, caso você não tenha ainda nenhum emprego formal pregresso, vale a pena colocar experiências informais, porque isso será considerado pelos recrutadores.

Coloque também as soft skills, como boa comunicação, facilidade de trabalhar em grupo, entre outras.

, Como fazer um bom perfil no Linkedin: Veja 8 dicas para se destacar

– 2. Utilize palavras-chave estratégicas

Não é recomendável entrar no Linkedin atirando para todos os lados no sentido de procura de emprego, pois isso não é tão eficiente como pode parecer.

A rede social trabalha com algumas palavras chaves no seu perfil, que servem tanto para organizar as publicações e vagas que chegarão até você, quanto para que recrutadores das empresas te encontrem lá.

A dica é pegar a área de atuação que você deseja e colocar as palavras-chaves mais fortes relacionadas a ela, assim, a própria rede social vai te mostrar as vagas mais adequadas ao seu perfil.

– 3.  Use uma boa foto

Aparência não é tudo, mas é muito importante, ainda mais nesse ambiente online, onde é o único contato que os empregadores terão com você.

O Linkedin não é como outras redes sociais onde fotos divertidas ou em festas ganham muitas curtidas, por lá, é interessante parecer profissional já na imagem do perfil, pois é algo que chama a atenção das empresas.

E não estamos falando de fotos profissionais no sentido de feitas por fotógrafos, não precisa tanto. Um bom celular e um local bem iluminado já são o suficiente para que você consiga uma boa foto.

Na vestimenta, sugerimos roupas neutras e o social não é uma exigência, ainda mais nos dias de hoje, só de estar bem apresentado já é o suficiente para transmitir uma imagem profissional.

– 4.. Faça um resumo de sua trajetória profissional

Diferente de um currículo tradicional de uma página onde o espaço é limitado, no Linkedin você é livre para colocar o máximo de informações relevantes possíveis.

O foco é na trajetória profissional, onde é bom indicar tudo que você já fez na carreira, de preferência com datas e referências, e claro, suas habilidades e cursos.

– 5. Insira suas experiências e formação

Complementando a dica anterior, nesta etapa é hora de colocar tudo que você aprendeu, principalmente os cursos profissionalizantes e experiências na área desejada.

Quanto mais específico, mais vagas de um determinado segmento vão aparecer, por isso é importante criar seu perfil já com isso em mente.

– 6. Troque recomendações

Novamente, o Linkedin é uma rede social, então socializar é importante. Sendo assim, interagir em publicações de outros usuários é um bom jeito de ser notado, além de permitir que você faça conexões e possa até ser indicado a vagas.

Lembre-se de fazer o mesmo, indicando outros usuários em vagas quando você notar que elas têm a ver com o perfil de busca deles.

– 7. Preencha as competências e recomendações

Essa é uma etapa simples mais poderosa, pois as competências e recomendações, ajudam a alimentar o algoritmo, fazendo com que ele passe a recomendar vagas melhores e também mostrar seu perfil para os recrutadores certos.

, Como fazer um bom perfil no Linkedin: Veja 8 dicas para se destacar

– 8. Mantenha seu perfil atualizado

Por fim, retomamos aqui o que já mencionamos, a rede social demanda constantes atualizações, pois o perfil ativo tem mais chances de aparecer para recrutadores.

Novamente, lembre-se de ser profissional e fazer publicações relevantes que tenham a ver com a sua área de interesse.

E para deixar a área de habilidade e cursos bem recheada, acesse o site da Unova Cursos e conheça nossas opções de qualificação profissional e várias áreas.

Conclusão

Aprender como fazer um bom perfil no Linkedin é uma das maneiras mais modernas e eficientes de conquistar o emprego desejado, e com essas 8 dicas, vai ficar fácil para que você consiga criar um perfil campeão.Além disso, aproveite toda nossa grade de cursos gratuitos e online para aumentar sua qualificação e ampliar sua chance de conseguir boas oportunidades de emprego.

Sobre o Autor

Fernando Vale
Fernando Vale

Fernando Vale é um administrador formado e com MBA em Logística Empresarial. Hoje, ele é sócio e diretor da Unova Cursos, uma empresa especializada na área de Educação à Distância (EAD) e Cursos Online. Com mais de 10 anos de experiência no mercado educacional, Fernando tem se dedicado a levar conhecimento de qualidade para milhares de pessoas em todo o Brasil.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.