Tudo o que você precisa saber sobre como empreender do zero

Segundo a pesquisa GEM (Monitor Global do Empreendedorismo), realizada pelo Sebrae em parceria com o IBPQ, o Brasil é o país onde mais se empreende no mundo. Nós somos o povo mais antenado em como empreender do zero, e a grande maioria empreende por ter uma sede de experiências e novos horizontes.

O mercado brasileiro é um fenômeno único, com muitas possibilidades mas também um bom volume de competição, e para dar forma à sua ideia de empreendimento, vale a pena conhecer algumas etapas muito importantes que não devem ser ignoradas na hora de dar o pontapé inicial no seu sonho!

A importância de começar bem

Uma das principais réguas (senão A Principal) para definir quais negócios vão durar é justamente como aquele negócio começou. E isso envolve muito mais do que o capital de abertura. Para quem está começando a empreender do zero, pesquisar, planejar e testar não custa quase nada, e pode preparar um caminho muito mais sólido para seu negócio, não importa qual seja seu ramo.

1. Conheça o mercado e se conheça!

, Tudo o que você precisa saber sobre como empreender do zero

Enquanto começa a ter suas ideias, o primeiro passo é “testar” cada uma. E como estamos falando de empreender, é importante ter a perspicácia de investigar todos os lados antes de tomar alguma iniciativa;

Existe um conceito muito popular chamado SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats), que vai te ajudar a classificar sua ideia a partir de 4 critérios básicos:

Forças: qual o ponto alto de sua ideia, como ela pode se desdobrar em outras boas ideias e práticas, quanto seu empreendimento vai ser original, quais seus diferenciais;

Fraquezas: o segundo passo é ser humilde e investigar quais os pontos falhos, o que ficou de fora e se antecipar parar ocasionais problemas. Você pode tomar nota de tudo e explicar suas ideias para um amigo ou consultor, assim vai conseguir ter opiniões de fora que às vezes acabamos não tendo;

Oportunidades: Esse é o momento de projetar o primeiro conjunto de ideias no mundo real, dentro do contexto onde você quer atuar, analisando o público e o momento atual, assim como o futuro próximo e como você pode aproveitar ao máximo todas as circunstâncias;

Ameaças: Essa é a hora de ter uma percepção competitiva e analisar o que outros empreendimentos têm de sucesso que podem ofuscar no seu. Entender os riscos, internos e externos das ideias que levantou até aqui e observar muito de perto todo o mercado em torno da ideia que você teve para empreender.

Nenhuma dessas etapas é fixa nem linear; cada nova ideia que você tiver vai te fazer voltar e reconsiderar. É no meio do caminho, observando os demais que encontramos muitas coisas novas sobre nós mesmos.

2. Faça um Benchmarking

Depois de esquematizar algumas ideias, é hora de testar todas elas mais a fundo através do chamado Benchmarking, que significa estabelecer alguns comparativos produtos para você.

O primeiro passo é pesquisar bem todos os concorrentes, não só em sua região, mas em todos os ambientes virtuais onde vai ter competição também. Com a internet, essa investigação vai ser bem mais prática.

Depois de ter selecionado seus potenciais concorrentes, estabeleça critérios para conseguir medir os mais diferentes aspectos de cada um, assim você vai conseguir afunilar sua lista em relação a quais concorrentes, indiferente do tamanho, são cases de sucesso que você quer reproduzir e quais têm problemas que você quer evitar.

Esse é o momento de ter humildade e sabedoria para analisar de mente aberta, perguntar, e voltar na sua lista SWOT para ir renovando seus pontos fortes e fracos.

Aos poucos vai perceber que o andamento do negócio vai se desenhando na sua cabeça e você já consegue pensar de maneira mais estratégica e sistemática.

3. Conheça seu público

Enquanto conhece as boas práticas do ramo que escolheu para empreender, você também vai aprendendo sobre o público-alvo daquela área, vai conhecendo e se colocando no lugar deles enquanto investiga a área; o que buscam, seus problemas, principais dúvidas e o que querem evitar.

Esse é um momento importante para pensar qual parcela daquele público você vai buscar ter um contato mais próximo e como vai explorar um certo nicho. Saber como vender para um público-alvo vai ser outro fator importante que separa empreendimentos que prosperam daqueles que ficam estagnados no meio do caminho.

4. Conheça o lado técnico do seu ramo

, Tudo o que você precisa saber sobre como empreender do zero

Na maioria das vezes escolhemos o ramo de atuação baseado na nossa própria experiência profissional, mas nada impede começar em um empreendimento por afinidade e gosto leigo. A pesquisa que mencionamos no início desta publicação afirma que a grande maioria dos empreendedores escolhe um ramo pela afinidade e desafio e se profissionaliza no caminho, de maneira prática.

Depois de desenhar o perfil de sua empresa, é hora de se especializar. Comece buscando capacitação profissional dentro da sua modalidade e vá aprendendo detalhes técnicos dos produtos ou serviços que vai oferecer, pesquisando e estudando.

Não deixe de buscar cursos sobre administração e liderança, para aprender as principais táticas de crescimento e como liderar uma equipe, assim você vai se preparando para escolher e organizar seus colaboradores no futuro.

Para começar bem tirar de letra a pressão dos primeiros meses, cursos como o de coaching e ter auxílio psicológico, além de cuidar da alimentação e regular o sono são chaves para estar blindado e cheio de vigor para subir os primeiros degraus do sucesso.

5. Defina seus objetivos e como vai dar cada passo

Agora que você já entrou de cabeça no universo do ramo que escolheu, é hora de fazer tudo começar a acontecer, e a organização é a grande chave nesse momento: esboce um plano de como quer estar dentro de 3, 6, 9 meses e depois dentro de 1, 2, 4 anos.

A ideia é definir metas. Agora que você aprendeu um pouco mais sobre administração de empresas, vai conseguir mentalizar como atingir cada objetivo.

Liste seus custos, aquilo que vai comprar com seu capital de abertura, como será seu lançamento, comece a mobilizar as atividades do dia a dia para que seu empreendimento comece a se parecer cada dia mais real para você.

Defina um conjunto de metas para serem concluídas antes de avançar para as seguintes. Não deixe de usar os melhores recursos e ferramentas para empreendedores disponíveis.

Não tenha medo de pesquisar e ir conversando com distribuidores, peça dicas, negocie e vá criando uma agenda de contatos bem sólida

6. Regularize seu empreendimento

, Tudo o que você precisa saber sobre como empreender do zero

Para que seu negócio comece a existir para valer, primeiro você precisa lidar com a papelada, e se você quer crescer e fazer tudo da melhor maneira, é fundamental encontrar um bom contador para assessorar sua abertura de CNPJ, ajudar a entender qual o melhor regime tributário, como faturar vendas e os cuidados legais que você deve ter para começar.

Atenda aos requisitos legais, sanitários e de segurança de seu município e estude sobre os tipos de impostos e taxas que incidem sobre seu trabalho, isso vai ajudar a ter projeções mais realistas com o seu dinheiro.

7. Fortaleça seu marketing

O trabalho com o marketing começa muito tempo antes de o primeiro produto ser vendido, e você deve atuar em todas as frentes possíveis.

Você precisa estar onde todo mundo está, só quem é visto é lembrado. O marketing é um conjunto de táticas muito produtivas que envolve todos os sentidos e dimensões das pessoas.

O primeiro passo é estar nas redes sociais: crie uma identidade visual original, nome e slogan cativantes, tenha uma linguagem que se comunique com seu público e seja capaz de gerar engajamento.

Além de explorar os diversos recursos, como stories, postagens, promoções de compartilhamento e anúncios, você precisa criar conteúdos originais, explicativos, que demonstrem propriedade e profissionalismo, seja nos serviços prestados, seja na qualidade e procedência de seus produtos.

O ideal é estar para além das redes sociais, especialmente se você trabalha com vendas. Crie seu site de vendas e aprenda as melhores otimizações para os usuários, então estude as táticas de SEO para ganhar relevância dentro do Google ao escrever conteúdos e descrições informativos, assim você cria autonomia e fica cada vez menos dependente de plataformas de marketplace e de pagar anúncios.

8. Divirta-se!

Nós sabemos que muito estresse e inseguranças podem vir com a criação de seu negócio, especialmente quando se está buscando meios de como empreender do zero, mais gostar do que faz e se divertir no caminho é a melhor maneira para que sua atividade traga satisfação e seja algo construtivo em sua vida.

Não deixe de se capacitar, aprender e também ensinar, se tornando uma liderança inspiradora e um case de sucesso para outros empreendedores que virão!

Gostou destas dicas? Com elas seu caminho para empreender vai ser mais organizado e tranquilo. Compartilhe este post com amigos que estão no caminho de empreender e, se você está sempre buscando por conteúdos informativos para aumentar sua sabedoria como empreendedor e como pessoa, precisa conhecer o blog da Unova Cursos. Acreditamos no conhecimento acessível e livre!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *