5 maneiras de aproveitar ao máximo seu curso online

O máximo aproveitamento de um curso online exige uma série de adaptações na rotina e novas práticas de aprendizado. Para quem está começando agora no mundo do ensino à distância, essas mudanças podem ser um pouco complicadas, mas é apenas uma questão de tempo até passar a sentir que todo o potencial do curso está sendo utilizado.

Lidar bem com atividades virtuais também é fundamental para se adaptar à nova realidade do mercado de trabalho e encontrar uma oportunidade remota. Veja algumas dicas para aproveitar muito melhor as aulas pela internet:

Interaja com outros estudantes

A troca de experiências tem o grande poder de enriquecer qualquer experiência de aprendizado. Muitas vezes, as informações que um estudante valoriza não são captadas por outros alunos. Por isso, o diálogo complementa o conhecimento e abre a mente para novos caminhos. Procure por outras pessoas que estão fazendo o mesmo curso que você e pratique essa troca, pois além de auxiliar no ensino, isso também fornece muita motivação para continuar.

Gerencie seu tempo corretamente

Cada pessoa tem um horário do dia em que a mente funciona melhor e há mais disposição. São exatamente esses períodos que você deve utilizar para assistir suas aulas. Fazer um curso online com a mente cansada prejudica o foco, facilitando a falta de atenção e comprometendo o aprendizado.

Tenha um ambiente adequado

O ambiente de aprendizado também interfere muito na qualidade do ensino. O ideal é realizar os cursos online em um cômodo silencioso e organizado, já que os ruídos e a bagunça ajudam a acabar com a concentração. Caso você não tenha um ambiente propício, ao menos tome cuidado para não assistir aulas em posições de relaxamento, como deitado na cama ou no sofá.

Mantenha a saúde em dia

É aquela antiga máxima: Mente sã, corpo são. Um bom funcionamento do organismo, proporcionado pela alimentação saudável e pela prática de exercícios físicos, ajuda muito na hora de manter o foco e a concentração. Existem muitos alimentos que são ótimas fontes de disposição, principalmente frutas.

Já o papel dos exercícios pode ser ainda mais importante. A psicóloga Sofia Vargas, editora do Guia De Bem-Estar, explica a situação: “Existem pontos em que a educação física e a psicologia se cruzam. O exercício físico exige consciência corporal e coordenação, e isso faz com que o cérebro trabalhe melhor, em busca de cumprir o que as atividades exigem. Depois, é como se nossa mente ficasse mais capacitada para encarar outras atividades que exigem foco, como o aprendizado”.

Vá além do curso

Qualquer aula é apenas uma porta de entrada para determinado assunto. Hoje em dia, com a internet, há várias fontes acessíveis para que toda a população possa aprender mais sobre vários temas. Por isso, não se contente com o conteúdo oferecido nos cursos online: depois de cada aula, deixe a sua curiosidade falar mais alto e busque mais conhecimento.