Como Ensinar Autonomia Na Aprendizagem ao Aluno?

Você é professor que percebe a necessidade de mudar a forma como um aluno aprende? Você quer se tornar um professor mais interessado no desenvolvimento da autonomia da aprendizagem do seu aluno?

Neste artigo, iremos fornecer informações que o ajudarão neste processo de aprendizagem. Nessas  áreas da pedagogia moderna, onde as pessoas procuram autonomia na aprendizagem.

É o professor que sempre está presente à experiência de aprendizagem formadora do aluno.

Respeita sempre a autonomia e a identidade do aluno e exige de si mesmo uma prática melhor com o que sabido.

O educador facilitador da autonomia é desafiador e cada aluno é sujeito de sua autonomia.

Autonomia

É a capacidade de se governar com seus meios próprios, com independência, liberdade ou autossuficiência.

O aluno autônomo participa ativamente de aulas tem diálogos com professores e colegas. Sabe sempre o que está sendo estudado, relacionado está sempre lendo livros

Como Ajudar os Alunos a Terem Autonomia de Aprendizagem?

Um professor deve, antes de mais nada, ter em mente que os alunos são pessoas com entendimentos diferentes, alguns precisam de mais tempo não só para estudar o conteúdo, mas também para explicar o que eles entenderam .

O professor, para facilitar esse processo, deve fazer uma pesquisa entre estudantes, tanto entre eles como com outros professores. O Ensino  e a aprendizagem estão interligados. Como foi ensinado por Paulo Freire em Pedagogia da Autonomia.

Ao ensinar, você aprende com aqueles que estudam. Aquele que aprende, ensina o que aprendeu.

O educador deve encorajar o aluno a desenvolver o que aprendeu. Questionar, Pensar e Criticar.

O formato do ensino, que sobreviveu até hoje, mesmo após os professores que encorajam a pedagogia transformadora, é a transferência. A transferência de conhecimento deve ser revisada, porque quem transmite é apenas um professor? O aluno também ensina?

Um aluno com sua experiência, sua cultura e suas relações sociais muitas vezes tem material, pelo menos para o início da proposta de treinamento. Em várias situações, os professores encontram grupos muito entusiasmados e com vontade de trabalhar em suas aulas, pensando com devoção, resistem. Eles não abrem a possibilidade de discutir algo que apareceu no meio da classe para discussão, porque o material desenvolvido deveria ser “passado”.

Novas propostas educacionais, que agora aparecem, na opinião dos teóricos da educação, incentivam tal abertura.

, Como Ensinar Autonomia Na Aprendizagem ao Aluno?

Método Sala de Aula Trocada.

Este método, criado pelo autor americano Jonathan Bergmann, oferece uma nova dinâmica de classe. A principal atenção neste método é dada ao professor, que promove a aprendizagem.

As aulas são realizadas com alunos em pequenos grupos, onde a interação do professor com cada aluno ocorre um após o outro.

Assim, 80% do tempo é dedicado ao aluno, e apenas 20% é o professor da turma.

Alguns professores perguntam sobre a viabilidade deste método no Brasil.

[captura]

Teoria da Escolha na Educação

Este método foi desenvolvido por um psiquiatra americano chamado William Glasser. Nesse método o professor é apenas um guia para o aluno e não um ditador. O autor dá a sugestão que não se trabalhe unicamente com memorização.

Segundo ele, a maioria dos estudantes esquece os conceitos no final da lição. Os alunos aprendem quando fazem. De acordo com a técnica na classe, existe um certo grau de aprendizado – uma pirâmide de aprendizado.

Pirâmide de Aprendizado

Leitura: 10% quando lemos.

Audição: 20% quando escutamos.

Visão: 30% quando vemos.

Visão e Audição: 50% quando vemos e ouvimos.

Discussão70% Quando dialogamos e discutimos com os outros ( conversando, perguntando, representando, relatando, enumerando, reproduzindo, debatendo, definindo, nomeando).

Fazendo: 80% quando é feito ( escrevendo, interpretando, traduzindo, expressando, revisando, identificando, comunicando, ampliando, utilizando, demonstrando, praticando, diferenciando, catalogando).

Ensinando: 95% quando ensinamos outras pessoas. ( explicando, resumindo, estruturando, definindo, generalizando, elaborando, ilustrando).

Essa teoria está sendo bastante divulgada por professores que aplicam a teoria em todo o mundo.

Observações Finais

Em teorias que mostram o professor como facilitador do aprendizado, você pode ter algumas certezas de desenvolver a autonomia em alguns alunos:

  • O professor requer mais paciência, mais tempo e provavelmente mais trabalho.
  • O professor é o facilitador no processo em que a transferência conteúdo e treinamento são feitos pelos próprios alunos.
  • Os alunos precisam passar mais tempo buscando conhecimento. Eles precisam buscar conhecimento e transmitir não só aos colegas, mas também aos próprios professores.
  • Este não é um método fechado. Terminado. Tem adaptações em diversas realidades no qual as turmas estejam inseridas.
  • O objetivo é desenvolver a autonomia do aluno, então ele provavelmente haverá resistência dos próprios alunos, talvez dos pais e até mesmo da escola.
  • O professor poderá desempenhar esse papel se quiser fazer parte da pedagogia transformadora.
  • Responsável pelo despertar de personalidades críticas, autônomas e éticas. Haverá muita conversa e muito trabalho em sala de aula e fora também.

Todos os tópicos acima nos dão clareza sobre a discussão da sociedade com as pessoas responsáveis ​​pelo seu futuro.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *