Incêndios: destruição de vidas e patrimônio

Incêndios são situações de emergências muito temidas, já que quando acontecem têm um alto poder destrutivo. Podemos citar diversos exemplos desses acidentes que acontecem constantemente no mundo, inclusive no Brasil. Alguns foram tão grandes, que chocaram o país e causou perdas incalculáveis.

É por isso que as medidas preventivas e de combate a incêndios são tão importantes em todos os lugares, incluindo casas, galpões, prédios comerciais, empresas etc. Existem diversas formas de fazer essa proteção para caso algo aconteça, você não perca tudo em questão de minutos o que demorou anos para construir ou até mesmo vidas.

Para te ajudar a manter o seu bem material sempre protegido, mostraremos todas as medidas contra incêndios disponíveis no mercado. Ainda apresentaremos alguns casos desses acidentes para te convencer a não deixar para depois e tomar medidas protetivas agora mesmo!

Casos de incêndios irreparáveis! 

 Como dizemos, os incêndios têm alto poder destrutivo e a anos vem destruindo patrimônios e até mesmo tirando vidas. Não precisamos ir tão longe para achar exemplos de incêndios de grandes proporções, como o incêndio que atingiu o galpão das Casas André Luiz, em 2019 na região da zona leste em São Paulo. Neste caso houve a perda de diversos móveis, itens e objetos doados para gerar renda à instituição que atende gratuitamente deficientes intelectuais e pessoas que sofreram danos irrecuperáveis. Ou seja, um acidente que afetou não somente o galpão, mas também diversas pessoas que se beneficiavam deste serviço. 

Outra situação que ficou mundialmente conhecida e chocou muitas pessoas, foi o incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, em 2018. Esse caso foi de grandes proporções, que destruiu quase todo o acervo histórico e científico construído ao longo de duzentos anos, e que abrangia cerca de vinte milhões de itens catalogados. Neste acidente, houve uma perda irreparável e sem precedentes.

Estes são alguns exemplos de muitos que podemos citar. Felizmente, não houve perda de vidas nesses casos, mas nem sempre é assim, como o do Largo do Paissandu, Boate Kiss, Edifício Joelma e muitos outros.Com certeza, você se lembra de um grande incêndio que aconteceu no país ou no mundo, já que é um acidente tão marcante e complicado. É comum vermos pessoas que pensam que situações como essa nunca aconteceriam com eles, mas será mesmo? E se acontecer, é melhor estar preparado e não se arrepender depois. 

Mas não se preocupe, vamos te ajudar a fazer essa proteção. Saiba agora as medidas importantes em casos de incêndio. 

Com curso online básico de NR10 você garante o conhecimento na segurança em instalações e serviços em eletricidade, evitando incêndios irreparáveis.

Proteção contra incêndios

Após grandes incêndios, houve a intensificação de medidas protetivas contra incêndios no Brasil. E o que muitos não sabem é que há duas maneiras de fazer essa proteção. São elas a Proteção Passiva e a Proteção Ativa contra incêndios. Medida que são complementares e nunca substitutivas. Vemos explicar mais o que é cada uma dessas proteções e suas principais orientações. 

Proteção Passiva

As medidas de proteção passiva (PP) são pouco conhecidas, mas tão importante quanto as orientações de combate ao fogo, como extintores, alarmes etc. O principal objetivo da PP é ganhar tempo para que todos saiam do local em segurança e compartimentar o fogo para garantir que outros lugares do imóvel não sejam atingidos.

Mas afinal, o que é a Proteção Passiva? este tipo de proteção consiste em um conjunto de soluções incorporadas na construção do estabelecimento ou no projeto, com materiais resistentes ao fogo e que bloqueiam as aberturas das instalações elétricas e hidráulicas. 

Os benefícios da proteção passiva são diversos. Por compartimentar o foco do incêndio no local de origem, é evitado que as chamas, o calor e a fumaça se alastrem por todo o local. Garantindo assim, uma evacuação segura das pessoas e redução de danos no local. 

Proteção Ativa

Esta é a forma de proteção contra incêndios mais conhecida e utilizada. A PACI (Proteção Ativa Contra Incêndios) é um conjunto de equipamentos e medidas que auxiliam no combate imediato de um incêndio, com materiais como os extintores, sprinklers, alarmes, hidrantes etc. A PACI age no combate direto ao fogo, ou seja, diferente da PP que são medidas de prevenção de incêndios, nesta opção o fogo já foi iniciado. 

Fora os equipamentos mencionados, há as medidas de sinalização e rotas de fuga  para a saída das pessoas em segurança. 

Agora que já sabe como proteger o seu bem material, implemente essas medidas para não correr riscos. Investir em segurança sempre vale a pena, e caso algo aconteça, essas medidas farão toda a diferença. Vale lembrar que a proteção passiva não substitui a ativa e sim complementa! Enquanto uma compartimenta o fogo para que não se espalhe pelo prédio, a outra extingue o incêndio ainda no seu início. Ressaltamos que quanto mais medidas de proteção, menor será o prejuízo e a chance de alguém sair ferido será menos caso um acidente venha acontecer.