Trabalhar com música: conheça as principais áreas de atuação

Muita gente tem o sonho de trabalhar com música, mas não enxerga essa como uma opção de carreira válida. Isso acontece porque as pessoas consideram que apenas a opção de ser um cantor famoso é uma carreira musical aceitável.

Na verdade, a situação não é bem assim. No Brasil, a indústria da música segue um crescimento estável. Entre 2017 e 2018, o segmento cresceu 15% no país, acima da média internacional.

Se o seu sonho e trabalhar com música, é importante entender que existem várias áreas de atuação dentro da indústria. Quer saber quais as principais? Então siga a leitura abaixo!

Casamentos é uma boa opção para quem quer trabalhar com música

Uma das principais áreas de atuação para quem quer trabalhar com música é o setor de casamentos. O segmento movimenta R$5 bilhões por ano e, por causa disso, é uma boa fonte de renda para músicos.

Um dos benefícios de atuar na área de casamentos é o fato de que o segmento é relativamente versátil, o que gera muitas oportunidades interessantes.

Por exemplo, é possível trabalhar com casamentos montando uma banda para se apresentar. Ao mesmo tempo, é possível que DJs ou até mesmo corais e orquestras consigam um número estável de clientes. É o caso do coral Piteri, um coral especializado em apresentações em casamentos.

Com um bom marketing, é possível agendar alguns eventos por semana e ter um faturamento mensal substancial na sua carreira musical.

, Trabalhar com música: conheça as principais áreas de atuação

Musicoterapia é uma opção interessante para quem ter formação específica

A música é um estilo de arte que pode ser combinado com vários outros processos. Um deles é a terapia. Por causa disso, a musicoterapia é um caminho válido para quem tem conhecimento em ambas as áreas.

Muitos profissionais formados em psicologia podem usar elementos musicais para trabalhar com seus pacientes, tanto crianças, quanto adultos, e conseguir desenvolver as sessões e atendimentos nessa área.

Assessoria de imprensa para profissionais da música

Uma carreira na música não precisa, necessariamente, incluir a habilidade de tocar instrumentos ou fazer composições artísticas. Mesmo se você for apenas um aficionado e gostar bastante de certas bandas, cantores ou gêneros, poderá encontrar um espaço na indústria.

Um exemplo disso é ao trabalhar como assessor ou assessora de imprensa de profissionais da música, como bandas, cantores, orquestras, corais e muito mais.

A função do assessor de imprensa é a de fazer a ponte entre o artista e os veículos de mídia, tentando conquistar um espaço de divulgação para que o trabalho realizado chegue a mais gente.

Um aficionado em música pode se dar muito bem nessa área ao conhecer os principais veículos e ter uma facilidade natural de interagir com os jornalistas especializados no assunto.

Trabalhar em escolas de música é uma ótima oportunidade

Se você tem a capacidade de tocar um instrumento e detém um conhecimento musical significativo, pode ganhar a vida trabalhando em uma escola de música e ensinando jovens ou até mesmo adultos que queiram aprender.

A média de salário para professores de música no Brasil é de R$1.500,00 de acordo com o Vagas.com.br. Não é um salário particularmente alto, claro, mas é acima do salário mínimo e já ajuda.

Além disso, o professor de música pode sempre trabalhar com algumas aulas particulares, o que aumenta os seus ganhos, além de poder enveredar em outras áreas citadas no artigo também.

Trabalhar com produção musical é a carreira mais estável

A opção mais estável e formalizada para quem quer trabalhar com música é seguir o caminho da produção musical. Isso significa trabalhar com gravadoras e outros profissionais na montagem de uma música. Basicamente, os produtores musicais precisam dominar conceitos de música avançados, além de ter um excelente senso de estilo e de moda dentro do setor. Isso porque ele será responsável por imaginar a canção, controlar e guiar os músicos e cantores, gerenciar a gravação, trabalhar na edição e mixagem do som até que a versão final da música fique pronta.

Nesse processo, são muitas as vagas disponíveis para quem quer trabalhar com música:

  • produtor;
  • captador de áudio;
  • editor de áudio;
  • mixer.

É possível também, claro, ser músico!

Por fim, não podemos esquecer que alguém que trabalhe com música é, claro, um músico. Isso não significa necessariamente que você será alguém famoso e venderá milhões de álbuns, mas existem várias outras oportunidades.

Por exemplo, corais e orquestras sempre precisam de músicos capazes para poder fazer as suas apresentações musicais.

Além deles, todos os grandes músicos necessitam de uma equipe de acompanhamento. Esses profissionais podem não ter a mesma fama e riqueza, mas trabalham e ganham seu sustento a partir da música.

Várias gravadoras também precisam de músicos para poder auxiliar os artistas em começo de carreira, participar da gravação de discos e muito mais.

E aí, gostou de conhecer os possíveis caminhos para quem quer trabalhar com música? Então não esqueça de deixar um comentário com a sua opinião abaixo!