Dicas para ajudar os filhos a criar rotinas de estudo

O mundo está a tornar-se mais digital e é cada vez mais complexo convencer os filhos jovens a largar a tecnologia para se focarem nos estudos. Um pouco de ajuda por parte dos pais pode ser bastante positivo para impulsionar os melhores resultados. Conheça algumas dicas para ajudar os seus filhos a criarem rotinas de estudo.

Quem tem filhos adolescentes sabe que a criação de rotinas de estudo não é simples. Os jovens de hoje vivem num mundo permanentemente agitado e onde o digital cumpre um papel inegável.
Além dos desafios da infância, onde as brincadeiras e os momentos divertidos exercem o maior apelo, os jovens têm ainda o chamado dos computadores e dos dispositivos móveis, onde mais de metade das suas vidas ganham expressão, nas mais variadas redes.
Os pais podem, no entanto, seguir algumas dicas para tentar motivar estes jovens, apoiando-os na difícil tarefa que é concentrarem-se efetivamente na sua vida estudantil.
Venha descobrir algumas dicas para orientar os seus filhos para os estudos, aproveitando, inclusivamente, os benefícios tecnológicos do século XXI.

1. Use aplicativos para o efeito


Neste caso falamos, literalmente, de combater o fogo com fogo. Caso o seu filho tenha dificuldades de concentração nos estudos por causa da tecnologia, pode sugerir-lhe que instale o app que premia alunos por se concentrarem.
Esta inovadora App, de nome Hold, é uma invenção norueguesa, que dá pontos aos estudantes pelo tempo que estão sem mexer no celular. Estes pontos podem, depois, ser convertidos em prêmios ou mesmo em bolsas de estudo.

2. Motive o seu filho e comunique com ele


Falar com o seu filho é importantíssimo para que ele compreenda a importância dos estudos na vida futura.
Ancore a narrativa nos sonhos e objetivos e garanta que ele se mantém motivado e com os olhos colocados na meta final: a concretização.

3. Sugira um horário ou cronograma


Se o jovem criar um horário de estudo ou um cronograma, poderá tornar-se mais simples a criação de uma rotina de estudos.
Assim, o dia terá estipuladas as horas de tarefa e as horas de diversão, permitindo uma melhor gestão da vida do jovem.

4. Motive com criatividade


Desafiar o seu filho para que crie equipas de estudo ou grupos de apoio; marcar jantares de quizz sobre as matérias ou fazer o uso das tecnologias são algumas das muitas formas criativas como pode ajudar o se filho a interessar-se mais pelos estudos.
Esta interação dinâmica terá de ser adaptada aos gostos e à personalidade do jovem, para garantir que este não interpreta esta ajuda como uma forma de invasão da sua privacidade.

5. Dê espaço para a ação


Os jovens podem ser pouco focados nos estudos mas, em muitos casos, o engajamento passa também por dar liberdade ao jovem para fazer as suas escolhas.
Confie na capacidade do seu filho e deixe que este sinta a sua confiança. Isto poderá ser um ingrediente chave para o seu sucesso escolar.